PT propõe comissão para negociação entre polícia e Serra

Para líder do partido na Câmara, São Paulo não quer saber quem tem razão, mas solução para impasse

Agência Estado,

17 de outubro de 2008 | 17h40

O líder da bancada do PT na Assembléia Legislativa, deputado Roberto Felício, propôs aos líderes dos partidos, durante plenária nesta sexta-feira, 17, para que seja formada uma comissão de parlamentares a fim de intermediar as negociações entre os representantes da polícia civil e o governo do Estado.   Veja também: Confronto entre policiais deixou pelo menos 32 feridos Para Serra, não houve intransigência em conflitos de São Paulo Marta acusa Serra de 'incapacidade' de negociar o confronto 'É preciso restabelecer a calma', diz FHC sobre conflitos em SP Policiais civis do País podem parar em apoio à categoria em SP Futuro da greve preocupa e divide sindicatos e associações Todas as notícias sobre a greve      "A bancada do PT se dispõe a formar uma comissão de negociação, porque a população do Estado de São Paulo, neste momento, não quer mais saber quem está com a razão, os 40 milhões de paulistas querem uma solução para por fim a este impasse", defendeu Felício.   Na tarde de quinta-feira, 16, a passeata de protesto dos policiais civis acabou em confronto com policiais militares e do Choque na região do Palácio dos Bandeirantes. Ao menos 32 pessoas ficaram feridas por conta das bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, além das balas de borracha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.