PT explorar cassação de Kassab seria 'ridículo', diz Serra

'Foram cassados, entre aspas, um montão de petistas também', afirma governador de SP durante inauguração

Carolina Freitas, da Agência Estado,

23 Fevereiro 2010 | 17h01

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse nesta terça-feira, 23, que seria "ridículo" o PT fazer uso eleitoral da cassação, suspensa ontem, do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM). "Seria ridículo usarem (a cassação), até porque foram cassados, entre aspas, um montão de petistas também", justificou, após inaugurar uma escola técnica no Jaraguá, zona norte da capital paulista. Para o tucano, só uma "oposição oportunista" exploraria esse assunto.

 

Veja também:

linkVereadores petistas recorrem e suspendem cassações

linkPara Kassab, cassação não gera repercussão negativa

especialEntenda o processo eleitoral contra Kassab

lista Leia íntegra da decisão que cassou Kassab e vice

Os breves comentários do governador a respeito da polêmica cassação de seu afilhado político foram feitos em resposta ao questionamento dos jornalistas sobre o impacto da decisão da Justiça Eleitoral na sua eventual candidatura à Presidência da República nas eleições de outubro. Apesar do discurso, Serra ainda não assumiu ser candidato.

Mais conteúdo sobre:
Gilberto Kassab José Serra SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.