PT articula com DEM mudança no orçamento

Caso não consiga apoio do líder de governo do prefeito Gilberto Kassab (PSD) e relator do orçamento, Roberto Trípoli (PV), para fazer mudanças na previsão de gastos para 2013, o PT já articula com o presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Milton Leite (DEM), um relatório paralelo. Dos nove vereadores da comissão, sete devem apoiar as alterações que permitirão prefeito eleito, Fernando Haddad (PT), cumprir promessas de campanha.

O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2012 | 02h04

Leite até admite a possibilidade de apresentar um relatório à parte caso Trípoli não contemple as mudanças. "O Democratas neste momento apoia a vontade demonstrada nas urnas", afirmou Leite, que apoiou José Serra (PSDB) na eleição.

O PT quer remanejar R$ 180 milhões de ações previstas por Kassab para assegurar a isenção da inspeção veicular e transferir outros R$ 400 milhões à São Paulo Transporte (SPTrans) para garantir a implementação do bilhete único mensal. O partido ainda pretende trabalhar para que Haddad tenha verbas que sirvam de contrapartidas a convênios que quer firmar com a União. / D.Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.