Prova teve enunciados mais curtos

Professores de cursinhos ouvidos pelo Estado apontam problemas em alguns enunciados das provas de ontem. De forma geral, eles avaliam que os enunciados estavam mais curtos e mais adequados ao estilo da prova e ao tempo dos candidatos.

Luciana Alvarez, Mariana Mandelli, Felipe Mortara, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2010 | 00h00

Temas climáticos serviram de gancho para pelo menos 14 questões do exame, tanto da área de humanas quanto de ciências da natureza. Despejo de resíduos, energias limpas, poluição, ecossistemas serviram para cobrar conteúdos de geografia, biologia, química e física. Para os cursinhos, a prova apresentou nível médio de dificuldade.

Marcelo Fonseca, coordenador de física do Etapa, afirma que pelo menos três questões da prova de ciências da natureza apresentam imprecisões e erros conceituais. Segundo ele, na prova azul, as questões 52, 54 e 89 não foram bem formuladas. Fonseca diz ainda que das 14 questões de física, 7 eram sobre energia. "É uma distribuição péssima de assuntos. Falta diversidade."

Para o coordenador de geografia do Anglo, Reinaldo Scalzaretto, a primeira questão da prova de ciências humanas sobre imóveis rurais não tem resposta. Já o coordenador de história do Anglo, José Carlos Moura, afirma que a questão de número 21 da prova azul tem duas respostas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.