Protestos fecham duas estradas na região de Campinas

Grupo ocupa praça de pedágio na Rodovia Professor Zeferino Vaz, em Cosmópolis

Ricardo Brandt, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2013 | 09h57

CAMPINAS - Duas rodovias na região de Campinas, interior de São Paulo, foram interditadas por manifestantes na manhã desta segunda-feira, 1. O primeiro protesto aconteceu na Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), em Cosmópolis. A rodovia permanecia fechada às 9h30 e o grupo ocupou uma praça de pedágio. A outra manifestação aconteceu na Rodovia D. Pedro I (SP-65), no km 134, em Campinas. A Polícia Militar já dispersou o grupo.

Na Rodovia Zeferino Vaz, os manifestantes pedem a redução do valor do pedágio, dos atuais R$ 6,20 para R$ 3,00. No mesmo local, os manifestantes fizeram um protesto na última sexta-feira que deixou a rodovia fechada por 10 horas e houve depredação das cabines do pedágio, de radares, das câmeras de segurança e de toda sinalização da estrada em um trecho de cinco quilômetros.

A manifestação desta segunda-feira começou às 5h45, no km 140. De lá, os manifestantes caminharam cinco quilômetros até chegar ao pedágio, no km 135. O grupo permanece no local e não há registro de conflitos até o momento.

A concessionária Rota das Bandeiras fez um desvio no km 14 para quem viaja sentido Campinas. Há cinco quilômetros de congestionamento. No sentido contrário, não há desvio e o congestionamento é de três quilômetros.

Na D. Pedro, em Campinas, a manifestação começou às 6h30, e o grupo parou apenas um lado da rodovia, para quem viaja sentido Anhanguera-Jacareí. Os manifestantes pedem a construção de uma passarela no local.

O protesto começou por volta das 6h. Eles queimaram pneus na rodovia para parar o tráfego de veículos. Por volta das 8h, a PM conseguiu dispersar os manifestantes com uso de bombas de efeito moral.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    protestosCampinas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.