Protesto reúne 15 mil pessoas em ato das centrais sindicais na Paulista

Cerca de 15 mil manifestantes de diversas centrais sindicais estão reunidos na Avenida Paulista no início da tarde desta quarta-feira, 3, para participar do ato das Centrais Sindicais. Segundo a Companhia de engenharia de Tráfego (CET), a via está totalmente ocupada na região da rua Haddock Lobo. De acordo com informações da Força Sindical, mais 40 mil pessoas participam do evento.

(João Paulo Carvalho,da Central de Notícias ,

03 de agosto de 2011 | 12h23

 

O ato começou por volta das 10h, na Praça Charles Miller, em frente o Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo. Após a concentração, os trabalhadores seguirão para a Assembleia Legislativa, passando pela Avenida Paulista.

 

Segundo a Força Sindical, uma das participantes do ato, a Agenda Unitária da Classe Trabalhadora é um conjunto de reivindicações democráticas e populares para mudanças na política econômica, como redução dos juros, conquistar o desenvolvimento com valorização do trabalho, distribuir renda e fortalecer o mercado interno, reduzir a jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução do salário, acabar com o Fator Previdenciário, por uma política de valorização das aposentadorias, regulamentar a terceirização para garantir os direitos dos trabalhadores, entre outros.

 

Participam da manifestação a Força Sindical, a CTB, a CGTB, a UGT e a Nova Central, e Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e UNE.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.