Protesto por moradia fecha garagem de ônibus no Grajaú

Cerca de 150 pessoas, segundo a PM, bloqueram a saída da Viação Cidade Dutra, impedindo a circulação de 457 coletivos até as 10h20

O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2013 | 10h25

SÃO PAULO - Um protesto por moradia no Grajaú, extremo sul de São Paulo, impediu que os ônibus da Viação Cidade Dutra saíssem da garagem nesta segunda-feira, 9. Cerca de 150 pessoas, segundo a Polícia Militar, bloquearam desde as 2h45 a Rua Elisia Gonçalves Barcelos, no cruzamento com a Avenida Belmira Marin. De acordo com Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) a via foi desobstruída às 9h30, e a frota de 457 coletivos, de 42 linhas, só começou a ir para as ruas por volta as 10h20, informou a SPTrans.

 

Até a retomada da circulação, o atendimento à região foi feito com 221 coletivos reservas de 16 linhas, por meio do Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese). A PM informou que ninguém foi detido durante a manifestação.

Mais conteúdo sobre:
protestoônibusgrajaú

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.