Protesto para pedir escolas para deficientes reúne mil pessoas

Manifestação aconteceu na Avenida Paulista, centro de São Paulo, na tarde desta quinta-feira

Elvis Pereira, do estadao.com.br

29 de novembro de 2007 | 19h10

Cerca de mil pessoas participavam de uma manifestação na Avenida Paulista, centro de São Paulo, na tarde desta quinta-feira, 29. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), eles reivindicam escolas para deficientes auditivos. Por volta das 16 horas, os manifestantes ocupavam uma faixa da avenida, no sentido Paraíso, o que colaborava para os 2,2 quilômetros de engarrafamento registrados entre a Rua Augusta e a Praça Oswaldo Cruz. A CET recomenda aos motoristas que evitem usar a avenida.  Às 16 horas, todo a cidade apresentava 84 km de congestionamento. A Marginal do Tietê apresentava os piores trechos de lentidão: 9,9 km, na pista local, da Rodovia Castello Branco até a Ponte José Gomes Falcão, no sentido Ayrton Senna; e 3,6 km, entre a Rua da Coroa e a Ponte da Casa Verde, no sentido Castello Branco.

Tudo o que sabemos sobre:
Manifestaçãodeficientes auditivos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.