Protesto na Marginal do Tietê causa 12 km de lentidão

Pico de congestionamento foi registrado às 9h30, mesmo depois das pistas serem liberadas para o trânsito

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

27 de agosto de 2007 | 10h09

O protesto de moradores do Parque do Gato na Marginal do Tietê, no sentido Ayrton Senna, complicou o trânsito na manhã desta segunda-feira, 27. O pico de congestionamento na marginal chegou a 12 km, às 9h30, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Mais tarde, às 10 horas, o trânsito começou a fluir e a CET registrou 8,2 km de lentidão na pista expressa. A lentidão começava na saída da Rodovia dos Bandeirantes e ia até as proximidades do Rio Tamanduateí. Os moradores bloquearam a pista da marginal por volta das 5h30 desta segunda, quando colocaram fogo em pneus e objetos de madeira. Mais tarde, foram dispersados por homens da tropa de choque. A interdição começou por volta das 5h30, quando moradores colocaram fogo em pneus e objetos de madeira. Com faixas contra a Prefeitura, eles alegavam que seriam despejados dos imóveis caso não pagassem as mensalidades. Às 7h50, a pista expressa da marginal foi liberada e uma faixa da pista local continuou interditada. Depois, às 8h30, a pista local foi liberada e duas faixas da direita da pista expressa continuaram bloqueadas. Apenas às 9 horas a marginal foi totalmente liberada para o trânsito. Com a liberação da marginal o índice de lentidão diminuiu em toda a cidade, segundo a CET. Às 9h52 foram registrados 82 km de lentidão em São Paulo, a maioria na zona sul. Antes, às 9h30, a lentidão chegou a 131 km, mas o pico de congestionamento foi registrado às 9 horas, quando a capital registrou 132 km de ruas e avenidas paradas.   

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.