Protesto fecha três terminais de ônibus de São Paulo

Ato é promovido por dissidentes do Sindicato dos Motoristas; situação estava normalizada por volta do meio-dia

Artur Rodrigues, O Estado de S. Paulo

02 de julho de 2013 | 12h21

SÃO PAULO - Um ato de dissidentes do Sindicato dos Motoristas de São Paulo paralisou os Terminais Parque Dom Pedro, Bandeiras e Mercado (de onde sai o Expresso Tiradentes) na manhã desta terça-feira (2). Eles pedem a mudança da Lei 13.207, garantindo a presença do cobrador nos ônibus.

O Terminal Parque Dom Pedro foi o mais prejudicado. Teve a entrada dos veículos impedida das 8h40 até as 11h40. Por volta do meio-dia, a situação nos três terminais havia sido normalizada. O reflexo no trânsito da cidade, porém, ainda era grande. 

O grupo, que se opõe à direção do Sindicato dos Motoristas, pretende entregar um abaixo-assinado na Câmara Municipal. O ato não é apoiado pelo sindicato, que afirma que a legislação em vigor já garante a presença dos cobradores. 

Mais conteúdo sobre:
protestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.