Protesto conta violência no trânsito vai reunir famílias de vítimas no dia 15

Uma passeata marcada para o próximo sábado (dia 15) vai reunir familiares de vítimas de acidentes de trânsito que marcaram a cidade de São Paulo nos últimos meses.

O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2011 | 03h04

O ato é organizado pelo palestrante Rafael Baltresca, de 31 anos. A mãe dele, Miriam, de 58 anos, e a irmã, Bruna, de 28, foram atropeladas e mortas na frente do Shopping Villa-Lobos, na zona oeste, em 17 de setembro. O motorista, Marcos Alexandre Martins, responde pelo crime em liberdade.

"Queremos conscientizar as pessoas sobre como a legislação do País precisa ser mudada", disse Baltresca. "Uma pessoa faz o que ele fez e, em uma semana, já está em casa, livre." O protesto será na Avenida Arruda Botelho, em Alto de Pinheiros, na frente do Colégio Santa Cruz. O rapaz diz ter conversado com parentes de outras vítimas recentes de acidentes e espera a presença de famílias de outros Estados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.