Prostíbulos no centro vão continuar abertos

A Justiça mineira manteve o funcionamento de prostíbulos no centro de Belo Horizonte. O Ministério Público Estadual (MPE) entrou com ação solicitando a interdição dos locais, mas a liminar foi negada sob alegação de que os estabelecimentos - a maioria exibe nome de hotel na fachada - funcionam há muito tempo ali, sem necessidade "emergencial" de fechamento. Alguns já foram alvo de operações policiais por causa de tráfico de drogas. O MPE também apurou a ocorrência de "exploração sexual".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.