Promotoria prepara denúncia contra máfia do ISS

A denúncia contra a quadrilha de fiscais da Secretaria Municipal de Finanças que recebia propina para permitir que empresas sonegassem o Imposto sobre Serviços (ISS) está sendo redigida pelo Ministério Público Estadual. O MPE avalia ter conseguido reunir provas suficientes para indiciar a máfia por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção. O esquema foi descoberto pela Controladoria-Geral do Município.

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2014 | 02h07

Cerca de 180 empresas, que segundo a investigação pagaram propina para os fiscais, são investigadas separadamente, em inquéritos policiais na Delegacia de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC).

Os vereadores Aurélio Miguel (PR) e Antonio Donato (PT), citados no caso - que negam qualquer ligação com os fiscais -, assim como o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), citado em um depoimento por receber dinheiro de outro esquema, ainda são investigados pelo MPE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.