Promotoria pede reabertura de 22 ruas particulares em vilas de Sorocaba

O Ministério Público do Estado (MPE) de São Paulo entrou ontem com ação civil para obrigar a prefeitura de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, a reabrir 22 ruas fechadas por moradores em bairros nobres, como o Campolim. O MPE entende que a lei municipal que autorizou a "privatização" das vias, alegando segurança, é inconstitucional.

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2011 | 03h04

A Lei 6.144, de 2000, prevê o fechamento por cancela, portão, corrente ou similar - desde que 70% dos moradores concordem - em vilas e ruas sem saídas de bairros residenciais.

Segundo o promotor de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo de Sorocaba, João Alberto de Oliveira Marum, que fez o levantamento das ruas, o fechamento das vias fere o direito de livre locomoção. A prefeitura, que vai ser intimada para responder em 30 dias, informou que vai se manifestar depois de tomar conhecimento da ação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.