Promotoria do Trabalho tentou intermediar diálogo

O Ministério Público do Trabalho (MPT) havia marcado para ontem duas reuniões entre integrantes das duas chapas em disputa pelo controle do sindicato dos motoristas de ônibus de São Paulo (Sindmotoristas). A ideia era evitar possíveis confrontos, que terminaram por acontecer.

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2013 | 02h04

As reuniões, segundo a Procuradoria do Trabalho de São Paulo, entretanto, não ocorreram porque a chapa da situação não compareceu às audiências marcadas para as 14 horas e, depois, para as 17 horas.

Ainda segundo o Ministério Público do Trabalho, o órgão só vai acompanhar as eleições da entidade caso haja um consenso da categoria, que peça o envolvimento de promotores. A chapa da situação já sinalizou que quer o monitoramento. A oposição ainda não decidiu se pedirá a ajuda da promotoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.