Projetos de lei pedem seis novas subprefeituras

São Paulo já foi dividida em dez distritos, cinco subprefeituras, 27 administrações regionais. Em agosto de 2003, a Prefeitura adotou as 31 subprefeituras, que desenham o atual mapa administrativo da cidade.

, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2010 | 00h00

Há, no entanto, um debate na Câmara Municipal para alterar essa divisão. Desde o início da atual legislatura, oito projetos de lei que propõem a criação de novas subprefeituras no município foram protocolados ou desarquivados por vereadores de diferentes partidos, tanto de oposição quanto da base governista.

Os projetos abrangem diversos distritos da capital e sugerem criar seis novas divisões. Na maioria dos casos, as novas subprefeituras coincidem com as regiões que mais renderam votos em 2008 aos vereadores que os propuseram.

É o caso do projeto do vereador Adilson Amadeu (PTB), que quer emancipar os distritos do Brás e do Pari - atualmente parte da Subprefeitura da Mooca. Amadeu nasceu na região e teve votação expressiva na redondeza nas últimas eleições. "A motivação é que esses distritos estão ligados com o comércio. Passam por ali 40 mil pessoas por dia. Essa manutenção precisa de uma subprefeitura", argumenta o vereador.

O de Sapopemba - que pertence à Subprefeitura de Vila Prudente, na zona leste - também é alvo de parlamentares com base eleitoral na região. Dois projetos de lei propõem a emancipação do distrito, um do João Antônio (PT) e outro de autoria de Gilson Barreto (PSDB).

Ambos bem votados na região, eles têm discursos parecidos para explicar a razão da nova subprefeitura. "Sapopemba é uma região periférica, pobre, diferente da Vila Prudente", diz João Antônio. "Um é o primo pobre e o outro, o rico. A área é muito grande", afirma Barreto, autor também de outro projeto de nova subprefeitura na zona leste, a do Tatuapé.

Fora da área. Há vereadores que, mesmo ligados a uma certa região, propõem subprefeituras em outro local. Chico Macena (PT), muito votado em bairros da zona leste, quer criar uma subprefeitura no Jaraguá, na norte.

Ricardo Teixeira (PSDB), apesar de exercer influência na de São Miguel Paulista, na zona leste, defende a criação de uma subprefeitura para o Morumbi, na zona sul da capital. Se o projeto for para frente, a nova regional atenderá apenas 32 mil habitantes e será a menor da cidade em termos de população. A maior, a Subprefeitura de São Miguel, possui 850 mil. /R.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.