Projeto pode mudar semáforos na Imigrantes, em São Vicente

Trecho é um dos principais gargalos da rodovia, onde concentra pontos de congestionamento

Solange Spigliatti, estadao.com.br

28 de janeiro de 2008 | 15h15

A Prefeitura de São Vicente, a 74 quilômetros da capital, na Baixada Santista, apresentou ao governo do Estado um projeto que acaba com seis semáforos no trecho que liga a rodovia dos Imigrantes à Ponte do Mar Pequeno. O local é uma das áreas que mais concentra congestionamentos nos finais de semana, quando o paulistano vai à praia. O secretário de Transportes do Estado, Mauro Arce, afirmou que o governo pretende aprovar o projeto. A obra deve ser custeada pelo governo do Estado e prevê a construção de um viaduto para a passagem de quem vem do litoral sul do Estado, enquanto o trânsito local deve utilizar a pista já existente. Os semáforos no local são ao mesmo tempo apontados como os principais responsáveis pelos congestionamentos na região e como local de vigilância redobrada - o trecho do congestionamento fica entre uma das maiores favelas do Estado: a México 70. Segundo o comandante do Primeiro Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, Luis Humberto Savioli, os congestionamentos são um risco aos motoristas. Ele afirma que foi obrigado a reforçar o policiamento na região por causa de vários assaltos no local. Segundo o prefeito de São Vicente, Tércio Garcia, os semáforos no local geram um conflito entre o trânsito local dos moradores de São Vicente e o fluxo de veículos que saem principalmente da Praia Grande. Ele afirmou que os recursos para a construção das obras serão fornecidos pelo tesouro estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.