Projeto foi ao Congresso neste mês

Plano de metas para todo o País, iniciativa que passou a valer em SP em 2009. Proposta inclui governo federal, 27 Estados e todas as cidades

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

21 Julho 2011 | 00h00

Quando começou a valer em São Paulo, em 2009, a lei que obriga o prefeito a estabelecer um plano de metas no início do seu mandato e atualizá-lo constantemente para que os eleitores possam acompanhar suas ações ganhou repercussão nacional. As organizações sociais que bancaram a proposta na capital paulista então prometeram levar o projeto para todo o País.

No início deste mês, finalmente, começou a tramitar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 52/2011, que obriga o governo federal, as 27 unidades federativas e os mais de 5 mil municípios do País a adotarem planos de metas. O projeto é assinado pelo deputado Paulo Teixeira (PT) e tem o apoio da bancada do governo.

Segundo Oded Grajew, coordenador geral da secretaria executiva da Rede Nossa São Paulo - principal formuladora da proposta em São Paulo e no País -, a tramitação deve ser mais rápida por causa do apoio do governo. "Hoje, além de São Paulo, mais 20 municípios no Brasil já têm leis parecidas", diz.

Mesmo assim, não é possível prever quanto tempo o trâmite vai levar. A proposta tem de passar por três comissões temáticas e ser aprovada em duas votações por três quintos dos deputados. Depois disso, o mesmo processo tem de ser repetido no Senado Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.