Projeto foi alvo de ação

No início deste ano, a 6.ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que a Prefeitura teria de refazer o projeto Nova Luz. O plano, que previa a desapropriação de imóveis para que a região passasse a ser gerida pela iniciativa privada, causou grande oposição na Santa Ifigênia. Apesar disso, Gilberto Kassab (PSD) manteve o apoio ao Nova Luz até o fim de seu mandato. Quando assumiu, Fernando Haddad (PT) se reuniu com o consórcio que venceu o projeto Nova Luz e concluiu que ele era inviável economicamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.