Projeto de resgate está parado

No momento em que novos projetos para aumentar a segurança de casas noturnas são discutidos, a Câmara Municipal de São Paulo tem parada uma proposta, de junho de 2007, que obriga esses estabelecimentos a manterem uma unidade móvel de saúde em dias de eventos com mais de 400 pessoas. O texto chegou a ter parecer favorável das comissões de Constituição e Justiça e de Finanças da Casa em 2009, mas nunca foi levado a plenário para a votação dos vereadores.

O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2013 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.