Projeto de Niemeyer foi descaracterizado

Arquiteto faltou à inauguração do auditório do parque em 2004 por não respeitarem suas ideias

CARLOS EDUARDO ENTINI , ARQUIVO, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2012 | 02h09

No meio do parque, havia uma marquise, a Grande Marquise de 27 mil metros quadrados. O projeto apresentado em outubro de 1952 pelo arquiteto Oscar Niemeyer previa um conjunto arquitetônico constituído por um pavilhão para exposição, um museu e um auditório, todos articulados por uma longa marquise.

Sua existência era elemento proeminente na proposta arquitetônica de Niemeyer, porque promoveria a articulação entre os edifícios do conjunto. Niemeyer já havia utilizado o recurso na Casa de Bailes da Pampulha, em Belo Horizonte, inaugurada em 1943.

Ainda no projeto original, as ligações da Grande Marquise aos prédios deveriam ser livres.

O projeto original começou a ser desrespeitado com a obstrução da passagem entre a marquise e os prédios, onde foram colocadas caixilhos de vidro.

Em 1982, foi inaugurado o prédio do Museu de Arte Moderna, também fora do projeto. O prédio, projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi, foi construído sob a marquise.

Em 2004, na época da construção do Auditório do Ibirapuera, Niemeyer propôs a demolição do bico da marquise para a construção de uma praça que serviria de entrada monumental do Parque do Ibirapuera e a construção de uma nova marquise no sentido longitudinal que ligaria os prédios da Oca e do auditório.

"É uma besteira tão grande. Fazer uma praça com uma marquise no meio, acho que vão acabar tirando a marquise, mas o que me incomoda é chegar lá e dar com aquela bobagem ali", declarou o arquiteto. A ideia não foi adiante porque a marquise, como todo o conjunto, era tombada pelo patrimônio histórico municipal.

Em razão disso, Niemeyer não compareceu à inauguração do auditório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.