Televisa/Divulgação
Televisa/Divulgação

Projeto de lei quer dar nome de criador de 'Chaves' a praça em SP

Roberto Bolaños, que ficou mundialmente conhecido como o protagonista do seriado mexicano, morreu no mês de novembro

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2014 | 12h12

SÃO PAULO - Um projeto de lei de autoria do vereador Marquito (PTB) quer nomear uma praça, que fica em frente à Estação Corinthians-Itaquera, na zona leste de São Paulo, com o nome do ator Roberto Bolaños. O intérprete, que ficou mundialmente conhecido como o personagem Chaves, na seriado mexicano reproduzido há 30 anos no SBT, morreu no mês de novembro. 

O projeto foi lido pelo vereador nesta quarta-feira, 10, em sessão ordinária na Câmara Municipal. A praça ainda não tem denominação. O parlamentar justificou que o ato "presta uma justa homenagem a uma figura pública que se fez presente na infância de muitas pessoas, desempenhando o papel de Dhapolin Colorado e Chaves". O texto do PL ainda faz um resumo do currículo de Bolaños e de sua trajetória pessoal. 

O comediante Roberto Gómez Bolaños morreu aos 85 anos no final do mês de novembro. O ator nasceu na capital mexicana em 21 de fevereiro de 1929. Começou a carreira como redator publicitário e nos anos 1950 passou a escrever roteiros para programas de comédia e cinema. Sua estreia como ator foi em 1960, no filme Dos Criados Malcriados.

Ganhou o apelido Chesperito do diretor Agustín Delgado, primeiro a rodar um roteiro escrito por ele. O cineasta considerava Bolaños "um pequeno Shakespeare", que fazia historias semelhantes às do escritor inglês. Em 1968, passou a escrever o programa Los Supergenios de La Mesa Cuadrada, onde estreou como ator na televisão.

Mais conteúdo sobre:
Chaves Itaquera Roberto Bolaños

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.