Projeto de Kassab prevê aumento de até 40% no IPTU de SP

Última atualização em planta que define imposto foi feita em 2001; muitas pessoas estarão isentas, diz prefeito

Felipe Grandin, do Jornal da Tarde,

16 Novembro 2009 | 18h25

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, anunciou nesta segunda-feira, 16, que será enviada à Câmara Municipal atualização da Planta Genérica de Valores (PGV) que poderá reajustar o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em até 40% para 2010.

 

O prefeito afirma que a última atualização na planta que define o valor venal dos imóveis foi feita em 2001, por isso é necessária a correção dos valores, que foi decidida neste fim de semana. "Será uma trava de 40%. O que posso adiantar é que um número muito grande de pessoas estará isento", disse. 

 

"Infelizmente temos de mostrar que a atualização da planta genérica é uma necessidade. É uma questão de justiça tributária, até porque existem pontos na cidade que tiveram investimento expressivos do poder público. O mais expressivo é a construção de uma estação de metrô. São bilhões de investimento", acrescentou Kassab. O projeto será encaminhado à Câmara entre hoje e amanhã.

 

No começo do mês, o IPTU progressivo - outra medida de Kassab que prevê mudanças no imposto - foi aprovado em primeira sessão. O projeto permite que a Prefeitura aumente em até 15% o valor do imposto dos imóveis ociosos, além de autorizar sua desapropriação. Cerca de 400 mil imóveis devem ser afetados pele medida, que ainda deve passar por segunda votação sem data definida.

Mais conteúdo sobre:
IPTU São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.