Projeto cultural resgata vida e obra do 'poeta de Santo Amaro'

Desde o ano passado, um grupo de jovens da zona sul de São Paulo dedica-se a resgatar a vida e a obra de Paulo Eiró, poeta e dramaturgo que viveu em Santo Amaro - na época, município independente - entre 1836 e 1871. Trata-se do projeto Relembrando Paulo Eiró. Entre as ações já realizadas estão uma peça teatral, uma radionovela e um videodocumentário batizado de Diga-me Paulo Eiró.

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

16 Abril 2012 | 03h03

"Muitas pessoas tentaram recordar essa figura, mas suas obras ainda não são acessíveis para todos", comenta o ator e dramaturgo Gustavo Guimarães Gonçalves, de 22 anos, um dos coordenadores do projeto. "Eiró produziu textos abolicionistas e republicanos." Ontem, o grupo celebrou os 176 anos do nascimento do poeta com uma série de eventos no Paço Cultural Julio Guerra, também em Santo Amaro. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas no blog www.pauloeiro.wordpress.com.

Desde 1957, o poeta é homenageado emprestando seu nome a um dos principais equipamentos culturais de Santo Amaro, o Teatro Paulo Eiró.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.