Projéteis e gorro são as novas pistas da polícia

A polícia de Cunha, a 225 km de São Paulo, vai enviar ao Instituto de Criminalística dois projéteis deflagrados que estariam perto do local onde as irmãs J.L.O., de 16 anos, e J.V.O., de 15, foram encontradas mortas, segunda-feira. As balas foram achadas por moradores. As possíveis impressões digitais serão comparadas com as do principal suspeito, Ananias dos Santos, que está foragido. Também será periciado um gorro, igualmente enviado por moradores, que seria de Santos, com cabelos possivelmente de mulher.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.