Progressista, grupo começou em 79 com 11 ex-sacerdotes

A primeira reunião do Movimento Nacional das Famílias dos Padres Casados foi realizada em julho de 1979, em Nova Iguaçu (RJ). Participaram do encontro 11 ex-sacerdotes e suas mulheres. A ata daquela reunião inaugural já deixava clara a preocupação central do grupo: continuar sendo útil à sociedade.

O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2013 | 02h03

"Muitos padres casados se afastaram da Igreja por causa de uma certa visão oficial, que os marginaliza. Mas essas pessoas não se afastaram do compromisso com o povo", diz um trecho do documento. "O padre casado ainda pode fazer algo a esta igreja oficial: ele pode colocar nela a sua luta junto com o povo."

Os participantes da reunião frisaram que não deveriam abrir mão de atuar com os oprimidos e que o trabalho deles deveria ser "sério" e "coerente".

Fortemente baseado na Teologia da Libertação, o documento que inaugurou o movimento também registrou que os participantes queriam uma Igreja como "instrumento para a luta de classes". / E.V. e J.M.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.