Programa Telhado Verde, de 2009, está parado

Projeto de lei já aprovado em primeira votação na Câmara de SP prevê que toda nova construção na capital deve ter um pequeno jardim no terraço ou substituir telhas tradicionais por um gramado espesso

Diego Zanchetta e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

14 de agosto de 2012 | 09h27

Um projeto de lei de 2009, já aprovado em primeira votação, prevê a criação do Programa Telhado Verde em São Paulo. Pela regra proposta pela vereadora Sandra Tadeu (DEM), toda nova construção na capital deve ter um pequeno jardim no terraço ou substituir telhas tradicionais por um gramado espesso. Mas, passados dois anos, a medida que poderia reduzir as ilhas de calor e a impermeabilidade de São Paulo ainda não voltou a ser apreciada pelos parlamentares.

1. Qual a importância do telhado verde?

Segundo especialistas, a cobertura verde, se implementada em grande escala, pode tornar-se um agente ambiental de equilíbrio. Os terraços ajardinados trazem melhorias como a redução da temperatura urbana e a retenção de barulho, além de melhorar a estética das construções e a umidade do ar. Outro aspecto positivo apontado por especialistas é que os terraços verdes ajudam a recompor a biodiversidade original.

2. Como é possível montar um jardim no terraço de um condomínio?

Dezenas de empresas privadas da cidade oferecem projetos para a instalação de telhados verdes, seja por meio de um jardim com árvores nativas da região ou pela colocação de telhas com gramado de sete centímetros. Esse gramado, que pesa 40 quilos por metro quadrado, reduz em até 13ºC a temperatura do cômodo logo abaixo, segundo as empresas.

3. Há exemplo de prédios com área verde suspensa na capital?

O prédio da Prefeitura, no Edifício Matarazzo, no centro, tem uma verdadeira floresta em seu terraço. Outras multinacionais instaladas na região da Avenida Brigadeiro Faria Lima, na zona sul, mantêm áreas ajardinadas no topo.

4. Como é no exterior?

Em Nova York, por exemplo, onde existe desde 2008 uma lei do telhado verde, foram pedidas licenças para forrar com plantas perto de 87.700 m² só no primeiro ano do programa. Isso equivale a mais de 11 vezes a medida do campo do Estádio do Morumbi, em São Paulo. Lá, os solicitantes são favorecidos com descontos no imposto predial. Algo semelhante ocorre em Vancouver, no Canadá.

5. Como anda esse projeto em São Paulo?

A vereadora Sandra Tadeu (DEM) apresentou em 2009 projeto de lei que obriga todos os prédios com mais de três andares a ter telhado verde. Em 2010, ele foi aprovado em primeira votação, mas até agora não voltou ao plenário. "Estou tentando ganhar apoio para que o prefeito não vete a proposta. Mas neste ano ainda vou colocar o projeto em votação novamente", promete a autora.

A QUEM RECLAMAR

Gabinete da vereadora Sandra Tadeu (DEM)

(11) 3396-4244

(11) 3396-4245 (fax)

sandratadeu@camara.sp.gov.br

Ouvidoria da Câmara Municipal

0800-3226272

sic@camara.sp.gov.br

www.camara.sp.gov.br

Tudo o que sabemos sobre:
SP na Gaveta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.