Programa de Férias

Cunha, SP

, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2010 | 00h00

POR QUE IR ATÉ LÁ?

Refeita das chuvas, cidade espera os turistas

Depois de ser atingida pelas chuvas do começo do ano, Cunha quer mostrar aos turistas que conseguiu se reerguer. Os hotéis, restaurantes e atrações turísticas - com destaque para os ateliês de cerâmica, abertos de domingo a domingo - voltaram com todo gás neste inverno. Cravada entre as Serras do Mar, da Bocaina e do Quebra Cangalha, Cunha ainda é cercada por cachoeiras. Desterro, Pimenta, Jericó e Gabiroba são as mais famosas. Outro passeio que vale a pena é até a Pedra da Macela, de onde se tem uma bela vista para a Baía de Ilha Grande, entre Paraty e Angra dos Reis.

PASSAR BEM

Diversão, arte e boa gastronomia

Além do passeio imperdível nos ateliês de cerâmica, Cunha tem a gastronomia como ponto forte, com diversas opções de restaurantes. A Taberna Coração da Terra é especializada em shitake - tem risotos, saladas e até feijoada de cogumelo, especialidade da região. Quem gosta de bebida artesanal não pode deixa de ir à Cervejaria Wolkenburg (www.cervejariawb.com.br). Lá são fabricadas cervejas encorpadas, estilo alemão. No Café Capril, tudo é feito com leite de cabra. No Quebra Cangalha, a truta ao molho de cogumelos e a caipirinha "Surpreenda-me" são as boas pedidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.