Professores da rede estadual fazem passeata na Av. Paulista

Categoria protesta contra decreto assinado por José Serra, no fim de maio; havia 2,3 km de lentidão na via

Fabiana Marchezi, esatdao.com.br

13 de junho de 2008 | 19h16

Cerca de 5 mil professores da rede estadual de ensino realizavam passeata na capital paulista na tarde desta sexta-feira, 13, segundo contagem da Polícia Militar. Segundo informações do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), o protesto é contra o decreto 53.037, publicado pelo governador José Serra no último dia 28, que altera remoções, substituições e contratações temporárias da categoria. Por conta do decreto, em assembléia realizada nesta sexta, a categoria decidiu entrar em greve por tempo indeterminado.   VEJA TAMBÉM Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua  Entenda como o trânsito fez São Paulo parar  Paulistanos enfrentam 170 km de congestionamento   De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 18h30, os manifestantes seguiam rumo ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), ocupando vias desde o cruzamento da Rua da Consolação com a Avenida Paulista até a Praça Franklin Roosevelt. A CET recomenda que os motoristas evitem a região. A lentidão na via era de 2,3 quilômetros, entre a Praça Oswaldo Cruz até e a Rua Haddock Lobono, no sentido Consolação.

Tudo o que sabemos sobre:
protestoprofessoresapeoespPaulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.