Professor é condenado a 68 anos por pedofilia em SP

Homem de 31 anos teria abusado de oito crianças, com idade entre 8 e 12 anos, no fim de 2007

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 Junho 2009 | 15h39

O professor de educação física Márcio Leandro de Souza, de 31 anos, foi condenado a 68 anos de prisão por abuso sexual contra oito alunos e ex-alunos de escolinhas de futebol de salão das cidades de Mairinque e Alumínio, na região de Sorocaba. A sentença, divulgada nesta quinta-feira, 18, foi dada pela juíza da Vara da Infância e da Juventude de Mairinque, Camila Girogetti.

 

Veja também:

linkVítimas de pedofilia em Catanduva fazem novo reconhecimento

link Educador é suspeito de pedofilia em Curitiba

 

Os crimes de pedofilia - os meninos tinham entre 8 e 12 anos - foram praticados entre o final de 2007 e o primeiro semestre de 2008. Em Alumínio, o acusado trabalhava numa escolinha mantida pela prefeitura. O advogado do professor vai entrar com recurso, mas a juíza negou o pedido do réu para permanecer em liberdade até o julgamento. Souza teve a prisão decretada assim que surgiram as primeiras denúncias e continua preso.

 

Entre as provas apresentadas pelo Ministério Público estão um filme feito pelo próprio acusado em que ele aparece abusando sexualmente de dois meninos com 9 e 12 anos, respectivamente. O filme tinha sido apagado, mas as imagens foram recuperadas por peritos.

Mais conteúdo sobre:
pedofilia professor Sorocaba SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.