Procon-SP autua companhias aéreas por irregularidades no atendimento

Fiscais estiveram em 18 empresas aéreas nos aeroportos de Congonhas e de Guarulhos

estadão.com.br,

22 de fevereiro de 2012 | 21h37

SÃO PAULO - A Fundação Procon-SP autuou cinco companhias aéreas entre segunda-feira, 13, e a última sexta, 17, por irregularidades no atendimento. Foram fiscalizadas 66 empresas de transporte aéreo e rodoviário de São Paulo, sendo que 14 foram autuadas no total.

Os fiscais estiveram em 18 empresas aéreas nos aeroportos de Congonhas, na zona sul, e de Guarulhos, na Grande São Paulo, e visitaram seus respectivos sites. De acordo com a fundação, as empresas aéreas autuadas são: Ocean Air (Avianca), TAM, Gol, American Airlines e Webjet.

As principais irregularidades encontradas nas cinco empresas autuadas foram a falta de ampla divulgação nos terminais sobre a existência, finalidade e formas de utilização de canais de atendimento da empresa, dirigido a passageiros em geral e pessoas com deficiência; falta de divulgação na página inicial dos site das normas da aviação civil sobre o serviço prestado e acesso para o portal da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac); falta de atendimento prioritário a pessoas com deficiência.

Rodoviárias. Nos terminais rodoviários da Barra Funda, zona oeste, Tietê, zona norte, e Jabaquara, zona sul, 53 empresas foram fiscalizadas. Em nove delas foram encontradas irregularidades como a falta de informações sobre o preço das passagens; do número do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) e de divulgação dos direitos do passageiro.

Mais conteúdo sobre:
companhia aéreaProcon-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.