Procon multa Eletropaulo em R$ 4,7 milhões por apagões em SP

Interrupções no fornecimento de energia elétrica afetaram 590 mil unidades consumidoras

Pedro da Rocha, Central de Notícias

03 Março 2011 | 21h23

SÃO PAULO - A concessionária AES Eletropaulo foi multado, nesta quinta-feira, 3, em R$ 4,7 milhões pelo Procon de São Paulo, pela interrupção do fornecimento de energia elétrica e demora no seu restabelecimento, em setembro do ano passado e no dia 8 de fevereiro deste ano. Os apagões afetaram pelo menos 590 mil unidades consumidoras, segundo o governo de São Paulo.

 

No dia 24 de fevereiro, a empresa compareceu ao Procon para apresentar esclarecimentos relativos às falhas no sistema de fornecimento de energia e a demora no restabelecimento ocorridas na capital e Região Metropolitana de São Paulo ao longo dos últimos meses. Os documentos apresentam detalhes sobre: tempo de duração, motivos, número de consumidores afetados, medidas adotadas para solucionar o problema, ressarcimento dos prejuízos causados, entre outros.

 

O Procon concluiu que a empresa agiu em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC) por ter deixado de assegurar continuidade de serviço essencial ao cidadão, o qual deve ser prestado de forma adequada e eficiente, o que não foi constatado nas mencionadas ocorrências.

 

O Procon lançou o mutirão de atendimento especial às vítimas do apagão. O objetivo é atender todos os consumidores que sofreram danos pela falta de energia. Mais informações sobre como efetuar a reclamação pode ser encontrado no site www.procon.sp.gov.br ou pelo telefone 151, na capital.

Mais conteúdo sobre:
Procon apagão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.