Probos da corte!

Tarde demais

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2012 | 03h05

Diante da capacidade demonstrada pela primeira-dama Valérie Trierweiler de se meter em confusão, os franceses começam agora a dar valor a Carla Bruni! Ainda bem que aqui no Brasil a gente não tem esse tipo de problema!

Mifu

O carioca - ô, raça! - incorporou gíria nova ao jargão dos engarrafamentos: ficar "encapsulado numa escolta" é a maior roubada do trânsito na cidade durante a Rio+20.

A que ponto...

Enquanto a polícia mapeia as áreas de maior risco para se comer fora em São Paulo, já tem restaurante na cidade cogitando promover treinamento de arrastão para funcionários e clientes, com a ajuda de atores em performance de bandidos. É muito importante que, quando acontecer de verdade, todos saibam exatamente o que fazer para ninguém sair ferido!

Ela merece!

Finalmente aprovado na sessão de ontem da CPI do Cachoeira, o depoimento de Andressa Mendonça ainda não tem data marcada para acontecer, mas deve motivar de imediato nova tentativa da Playboy para quebrar todos os sigilos da mulher do bicheiro.

Rio+20

Responda rápido: jogar conversa fora é crime ambiental?

Mal comparando

O futebol de Cristiano Ronaldo na Eurocopa está regulando com o de Neymar na Libertadores da América! Só se fala disso em Portugal!

Se o Brasil fosse um país sério, o próximo passo da CPI do Cachoeira seria uma acareação entre Marconi Perillo e Agnelo Queiroz para ver quem é mais honesto.

Esse empate técnico de honradez inatacável estabelecido nos depoimentos em separado dos governadores cria na sociedade uma certa desconfiança sobre tudo que foi dito em defesa própria sem grandes contestações dos inquiridores.

O povo não é bobo! Como é que, com tanto safado por aí, a Polícia Federal e o Ministério Público foram pegar no pé logo dos dois maiores probos da corte?

Aí tem!

Se a base parlamentar do governo e a oposição não derem um jeito de ao menos disfarçar melhor o esquema de proteção aos governadores de Goiás e do DF, cada um com seu cada qual, a política vai se desmoralizar de vez junto com eles.

Só dizer "não me meça pela sua régua", como está na moda em Brasília para mostrar indignação, é pouco.

A opinião pública quer saber: entre Marconi e Agnelo, qual deles é mais honesto? Não precisa nem quebrar os sigilos bancário, fiscal e telefônico dos dois, se um deles quebrar a cara, já está ótimo, né não?

Vai ficar odara

Quem ouviu Caetano Veloso cantando Luz do Sol na Rio+20 saiu do Forte de Copacabana na noite de quarta-feira com a sensação de que o mundo não vai acabar coisa

nenhuma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.