Problemas na rede de energia afetam linha 9 da CPTM nesta manhã

Em razão das restrições na CPTM, toda a linha 5 Lilás do Metrô opera com velocidade reduzida

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

15 de maio de 2012 | 06h18

Atualizado às 8h42

 

São Paulo, 15 - Problemas na rede aérea de energia prejudicam a circulação de trens nesta manhã de terça-feira, 15, na linha 9-Esmeralda (Osasco - Grajaú) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) entre as estações Berrini e Autódromo, na zona sul da capital paulista.

Um cabo de energia se rompeu na estação Santo Amaro, provocando lentidão na circulação dos trens. As equipes de manutenção já atuam no local para restabelecer o sistema.

As plataformas da estação Santo Amaro estão lotadas e os funcionários da CPTM orientam que os passageiros busquem outras formas de transporte, já que o tempo de demora para o usuário conseguir embarcar no trem é de 1h.

CPTM. Francisco Perrine, gerente-geral da CPTM, afirmou que a empresa está trabalhando junto com o Governo de São Paulo para a modernização das linhas de trem e está previsto um investimento de R$ 9,4 bilhões.

No dia 11 deste mês, Perrine disse que a CPTM bateu recorde de usuários com 2.750 milhões circulando nos trens.

A linha 9-Esmeralda já passa por um procedimento de revitalização do transporte, sendo paralisada aos domingos para a substituição dos fios de energia.

Metrô. Em razão do tempo maior de intervalo entre os três na linha 9 da CPTM, o Metrô foi obrigado a reduzir a velocidade das composições em toda a linha 5 Lilás para evitar um acúmulo muito grande de passageiros na estação Santo Amaro, onde ocorre a interligação entre as duas linhas.

 

Um problema de tração deixou uma composição parada entre as 5h50 e 5h54 desta manhã na estação Palmeiras-Barra Funda (zona oeste) da Companhia do Metropolitano (Metrô). Segundo a assessoria de imprensa do Metrô, a capacidade de tração voltou ao normal após esse período e a composição pôde seguir viagem em direção à zona leste da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.