Prisão de assaltantes termina com três pessoas baleadas em SP e Osasco

Criminosos tentaram roubar duas motos e foram perseguidos pela polícia; uma vítima, uma testemunha e um ladrão foram baleados

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

22 Fevereiro 2011 | 05h07

SÃO PAULO - Três assaltantes, entre eles dois adolescentes, foram perseguidos e presos por policiais civis, na noite de ontem, 21, após tentarem roubar duas motos, uma na região do Jaguaré, zona oeste da capital, e outra na Vila Yara, região central de Osasco, na Grande São Paulo. O saldo das duas tentativas de roubo seguidas de perseguição foi de uma vítima, uma testemunha e um dos criminosos baleados.

 

Eram 18 horas quando o tapeceiro Nilson Britto Ferreira, de 44 anos, em sua moto, foi abordado pelo trio na esquina da avenida Corifeu de Azevedo Marques com a rua Professor Celso Quirino dos Santos, no Jaguaré. Assustada, a vítima acelerou e foi atingida de raspão no braço esquerdo por um dos três tiros disparados pelos criminosos, que ocupavam um Fiorino branco roubado, com placas do Rio de Janeiro. Levado para o pronto-socorro do Hospital Universitário, Ferreira foi medicado e liberado.

 

Na fuga, os assaltantes ainda tentaram roubar a moto de uma segunda vítima, na avenida dos Autonomistas, próximo ao hipermercado Wal*Mart, região da Vila Yara, em Osasco. Alertados, policiais civis localizaram o veículo e iniciaram a perseguição pelas ruas de Osasco. No tiroteio entre os policiais e o adolescente, que estava na carroceria do Fiorino e atirava pela porta entreaberta, Arley Aparecido Rodrigues, de 25 anos, na calçada, foi atingido por uma bala perdida, mas passa bem. Segundo a polícia, o tiro que atingiu a testemunha teria saído da pistola 380 utilizada pelo menor.

 

Já na rua Maria Antonia Niero, no Jardim Santo Antonio, zona sul de Osasco, o trio acabou batendo o Fiorino contra o portão na casa nº 101. O adolescente E.V.M.S. De 17 anos, foi preso ileso, e com ele, apreendido uma pistola calibre 380.

Baleado no pé durante o tiroteio com a os policiais, Bruno Pereira de Souza, de 21 anos, que trabalharia como frentista, também foi dominado portando um revólver calibre 38. O mesmo ocorreu com C.O.S., de 17 anos, que, com o choque, fraturou um dos pés.

 

O caso foi registrado na Delegacia do Meio Ambiente de Osasco, localizada no 10º Distrito Policial da cidade.

Mais conteúdo sobre:
Assalto, roubo, Osasco, Vila Yara

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.