Princípio de incêndio assusta passageiros na Estação Paraíso

Duas pessoas foram levadas para o hospital por inalarem fumaça; serviço na Linha 1 foi interrompido por 1h

07 de agosto de 2008 | 00h04

Um princípio de incêndio num vagão entre as Estações Ana Rosa e Paraíso, na Linha 1-Azul do Metrô, às 22h21 desta quarta-feira, 6, causou tumulto entre os passageiros. Doze viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas. Duas pessoas que inalaram fumaça foram levadas ao Pronto-Socorro do Hospital Vergueiro, mas sem gravidade. O serviço ficou interrompido por pelo menos uma hora. Às 22h38, o fogo já estava controlado. A passageira Marília Gomes estava dentro de um vagão no momento em que o fogo começou e disse que ficou muito assustada. Segundo a assessoria de imprensa do Metrô, o problema foi causado por um estouro num componente elétrico em uma das composições. Passageiros, assustados com o barulho e a fumaça, acionaram o botão de alarme, e o trem parou no túnel entre as estações. Eles desceram dos vagões e foram caminhando até a Estação Paraíso pela passarela de emergência. Os funcionários foram orientados a descer até o túnel para retirar quem não havia conseguido sair. O Metrô informou que não houve reflexo nas outras linhas e estações da companhia. (Colaborou Elvis Pereira, do estadão.com.br)

Tudo o que sabemos sobre:
MetrôEstação Paraísoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.