Príncipe Harry vai ouvir samba e visitar favela no Rio

Ele vem em missão oficial para celebrar os 60 anos de reinado da avó, Elizabeth II, e promover o Reino Unido às vésperas dos Jogos Olímpicos

HELOISA ARUTH STURM / RIO, O Estado de S.Paulo

09 Março 2012 | 03h04

Em sua primeira viagem ao Brasil, o príncipe Harry, do Reino Unido, desembarca hoje no Rio sob forte calor e grande esquema de segurança. Embora seja uma visita oficial para celebrar o Jubileu de Diamante em comemoração dos 60 anos de reinado da avó, Elizabeth II, a passagem de Harry pela cidade tem programação digna de turista.

Hoje à noite, ele recebe seleto grupo de convidados no Morro da Urca, na zona sul, onde lançará a campanha Great, para promover a Inglaterra às vésperas dos Jogos Olímpicos e estreitar os laços entre Brasil e Reino Unido. Autoridades brasileiras e celebridades assistirão ao show da cantora Maria Gadú e a uma apresentação da União da Ilha, cujo enredo do carnaval deste ano, De Londres ao Rio: Era Uma vez Uma... Ilha, homenageou a capital inglesa, sede dos Jogos.

"Há dois anos, a União explora temas de origem britânica e o material que mandamos ao consulado despertou o interesse do príncipe", diz Ney Filardi, presidente da agremiação. Ritmistas, passistas e um casal de mestre-sala e porta-bandeira animarão o evento. E o samba-enredo será traduzido para o príncipe. Harry poderá então seguir os passos do pai, o príncipe Charles, que, em 1978, sambou com a passista Pinah.

Amanhã de manhã, Harry participa de corrida no Aterro do Flamengo com o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, e de oficinas de vôlei de praia e rúgbi.

Amanhã à tarde, o príncipe vai a uma favela. Embora o Consulado britânico não divulgue a informação por segurança, a comunidade visitada deve ser o Complexo do Alemão, na zona norte, ocupada pelo Exército desde novembro de 2010. O morador Renê Silva vai registrar a visita a convite do consulado. Silva ficou conhecido por tuitar, em tempo real, a ocupação militar.

A embaixada não confirma, mas Harry deve ficar hospedado no Hotel Windsor, no Leme, zona sul. O príncipe segue para São Paulo amanhã, onde fica até domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.