Primeiro dia tem protesto, índias futuristas e fetiches

Inspirado na Provença e na Côte d"Azur, a Animale fez um desfile delicado, muito feminino, e trouxe para a passarela uma constelação de tops para abrir a São Paulo Fashion Week, coleção primavera/verão 2012. Estavam lá Raquel Zimmermann, Joan Smalls, Constance Jablonsky, Ana Beatriz Barros e Valentina Zalieva.

Flávia Guerra, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2011 | 00h00

Para a marca Tufi Duek, segunda a desfilar, o verão 2012 será dos vestidos estruturados com motivos étnicos. Inspirado na arte tribal indígena, o estilista Eduardo Pombal criou uma índia urbana e futurista que se veste com fibras 100% naturais, mas não dispensa toques de materiais industrializados. Já Samuel Cirnansck apostou nos fetiches e trouxe modelos, algumas de noiva, com braços e bocas amarrados. Os vestidos, longos, eram ajustados ao corpo.

Para fechar o primeiro dia, a coleção masculina da Reserva desconstruiu o sonho da Revolução Cubana e subverteu as formas militares. À tarde, do lado de fora do prédio da Bienal, ONGs fizeram um protesto por maior participação de modelos negros na semana de moda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.