Primeiro dia de interdição de pontes não muda lentidão, diz CET

Congestionamento na Marginal do Tietê ficou dentro da média; pico de lentidão foi de 8 km no meio da manhã

Solange Spigliatti, Central de Notícias

20 de outubro de 2009 | 10h01

No primeiro dia de interdição parcial em três pontes da Marginal do Tietê, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou no período das 7 às 9h30 desta terça-feira, 20, índices de congestionamentos igual ou abaixo da média inferior para este horário. Apenas a partir das 9h30, este índice teve um aumento, mas mesmo assim dentro da média superior registrada pela CET.

 

Veja também: 

blog BLOG: Acompanhe a situação do trânsito na cidade

somRepórter Eldorado acompanha ouvinte no caminho do trabalho

linkMudanças nas rotas dos ônibus e as alternativas

especial Rotas de fuga da Marginal do Tietê

 

As pistas local e expressa da Marginal, sentido Lapa, registraram durante o período trechos de congestionamento, que chegaram a mais de 8 km. A maioria dos trechos engarrafados foram formados por conta de dois acidentes e alguns veículos quebrados. Um dos acidentes, sem feridos, aconteceu na Ponte do Piqueri, entre dois caminhões. Outro, com uma vítima, envolveu três carros e uma motocicleta, perto da Ponte Julio de Mesquita Neto.

 

Trânsito na região da Ponte Jânio Quadros, na zona norte de São Paulo. Foto: Werther Santana/AE

 

Por volta das 9 horas, o excesso de veículos na pista local, a partir da alça de acesso para a Ponte do Limão, usada como alternativa para a Ponte da Casa Verde, parcialmente interditada, provocou cerca de nove quilômetros de lentidão, segundo a CET. Um caminhão quebrado, que ocupava a faixa central da pista local, perto da Rua Voluntários da Pátria, contribuía para aumentar o engarrafamento na via.

 

Neste período, os corredores da Avenida Brás Leme e Avenida Ordem e Progresso, que levam às Pontes da Casa Verde e do Limão, respectivamente, foram as vias que registraram lentidão acima do normal para uma terça-feira, chegando a cerca de três quilômetros de tráfego carregado. Não houve registro de congestionamento em vias com ligação às Pontes da Freguesia do Ó e Vila Maria, segundo dados da CET.

 

As primeiras interdições, de um total de cinco pontes, começaram às 23 horas de segunda-feira nas Pontes da Freguesia do Ó, da Casa Verde e Jânio Quadros (da Vila Maria). Elas terão entre uma e três faixas fechadas para o tráfego.

 

Em novembro, serão interditadas também as Pontes do Limão e das Bandeiras. Em alguns momentos esses acessos terão um dos sentidos totalmente bloqueados. Pelas três pontes circulam diariamente 631 mil usuários de ônibus em 83 linhas. A interdição das pontes termina em fevereiro e as pistas serão entregues em março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.