PRF apreende 330 mil maços de cigarro de contrabando em SP

Carga, estimada em R$ 495 mil, estava em carreta no km 439 da Rodovia Régis Bittencourt, na região de Registro, no Vale do Ribeira

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

03 Março 2015 | 08h56

SÃO PAULO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 330 mil maços de cigarro contrabandeados na Rodovia Régis Bittencourt, na região de Registro, na região do Vale do Ribeira, na noite desta segunda-feira, 2. A carga estava em uma carreta conduzida por um motorista de 36 anos, que foi preso em flagrante.

O motorista foi abordado na altura do quilômetro 439 da rodovia, por volta das 19h, e, segundo policiais rodoviários, demonstrou nervosismo durante a vistoria. Ele também apresentou um nota fiscal falsa de carregamento de óleo vegetal. Ao retirarem a lona, os policiais descobriram que a carreta estava carregada até o máximo com cigarros do Paraguai.

Com base em depoimento do motorista, a PRF afirma que o veículo vinha da região de Foz do Iguaçu, no Paraná, e a carga contrabandeada, avaliada em R$ 495 mil, iria abastecer a cidade de São Paulo. Além dos cigarros, o caminhão também foi apreendido e será leiloado. De acordo com a PRF, o número total de cigarros apreendidos é de cerca de 6,6 milhões de unidades.

"Os cigarros produzidos no Paraguai, além de não recolherem impostos aos cofres do Brasil, não têm qualquer controle de qualidade na sua produção, (...) sendo diretamente ligado ao roubo e furto de veículos, geralmente usados no transporte do cigarro, e aos acidentes graves durante o deslocamento e fuga de bloqueios policiais", afirma a corporação, em nota.

Mais conteúdo sobre:
PRFSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.