Previsão é de mais 7 mil vagas prisionais

Segunda área que receberá mais recursos estaduais no ano que vem, a Segurança Pública terá R$ 18,8 bilhões disponíveis para o pagamento de salários e outros gastos correntes e novos investimentos. Entre as principais obras previstas, estão a construção de 7.192 vagas no sistema penitenciário paulista.

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2012 | 03h03

Esse número corresponde a cerca de sete presídios de média capacidade e estão dentro do planejamento do Plano Plurianual 2012-2015. Esse plano, obrigatório para todos os órgãos executivos, e feito no ano passado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), prevê mais 37 presídios no Estado. A ideia é desafogar as carceragens nas delegacias e ajudar a cobrir o déficit de 68 mil vagas em São Paulo.

A maior parte do dinheiro na área de segurança, porém, vai para a Polícia Militar. A corporação terá em 2013 um orçamento que superará os R$ 10 bilhões. A Polícia Civil terá R$ 3,1 bilhões e outros órgãos, como o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Administração Penitenciária, ficarão com o restante dos recursos.

Os valores envolvem tanto investimentos em novas obras quanto o pagamento dos salários dos funcionários envolvidos. / R.B. e B.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.