PRESTE ATENÇÃO...

1. Quando for comprar um apartamento na planta, para evitar problemas posteriores, verifique se no contrato consta o mês e o ano de entrega do imóvel. Se no documento contratual não constar as obrigações da empresa, caso atrase a entrega do apartamento, negocie a inclusão dessa cláusula com a empresa responsável.

O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2012 | 03h03

2. Guarde todos os documentos possíveis para se resguardar. Isso inclui até mesmo o panfleto entregue pela construtora. Se a empresa não cumprir os itens estabelecidos no contrato, o consumidor tem o direito de rescindi-lo. Vale lembrar que nem sempre isso é fácil e o processo pode se estender por muito tempo.

3. Verifique na Prefeitura se a planta do imóvel foi autorizada, para que não haja risco de embargo da obra depois. Também cheque se a empresa já atrasou a entrega de outros empreendimentos. É possível checar esse tipo de informação por meio de páginas na internet nas quais consumidores fazem reclamações.

4. Tome cuidado ao olhar um apartamento-modelo. Nesses imóveis, tudo é feito para enfatizar as características positivas do local. Os móveis, por exemplo, fazem tudo parecer maior do que é. Se a pessoa já tem móveis, é importante medir o local e checar as dimensões do ambiente, se há espaço para acomodá-los.

5. Os imóveis comprados na planta têm um memorial descritivo. A empresa é obrigada a incluir nesse documento o tipo de material que será usado no acabamento dos apartamentos. Nos prédios de alto e médio padrão, geralmente os consumidores têm mais de uma opção em relação ao material usado.

6. É importante checar com a empresa se a mobília das áreas comuns está incluída no valor do imóvel. É comum esses móveis não constarem no pacote, o que obriga os condôminos a ratear o valor. Em locais onde há lan house e playground, também é comum os moradores terem de comprar computadores e brinquedos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.