Preste atenção...

1. Sempre busque referências sobre os sites. A dica é procurar informações tanto do endereço eletrônico quanto dos vendedores nos órgãos de defesa do consumidor (como www.procon.sp.gov.br). O número de reclamações no Procon teve aumento de 86,57% em 2011, chegando a 23.571 queixas.

O Estado de S.Paulo

08 Agosto 2012 | 03h04

2. Todos os direitos de uma compra presencial valem para a internet. O consumidor tem direito à troca, caso o produto venha com defeito ou errado, e tem até sete dias para devolvê-lo e reaver o valor da compra, caso não tenha gostado da mercadoria. Vale lembrar: denúncias podem tirar sites do ar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.