Preste atenção...

1. Seguro. Antes de descer do carro, o cliente deve perguntar se o serviço tem seguro para proteger o veículo contra diversos tipos de danos. É a principal garantia para quem pretende acionar a empresa responsável pelo estacionamento.

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2011 | 03h02

2.Recibo. A Fhoresp recomenda que o cliente observe com atenção a ficha que recebe do manobrista no momento em que entrega o veículo. É importante que esteja especificado o endereço do estacionamento protegido.

3.Horário. As fichas entregues devem trazer também data e horário em que o cliente entregou as chaves e durante qual período o carro ficou sob a responsabilidade dos manobristas, evitando dúvidas caso se acione a Justiça.

4.Na Justiça. Não apenas a empresa de valet pode ser acionada em caso de danos. O bar ou restaurante onde o cliente esteve também responde solidariamente. Por isso, é importante guardar a nota fiscal do estabelecimento.

5.Livre escolha. O motorista não precisa parar necessariamente no valet do bar ou restaurante onde pretende se divertir. A Fhoresp recomenda que se dê uma volta no quarteirão e sejam verificados preços e condições oferecidas.

6. Para reclamar. Caso o motorista constate irregularidade no valet ou verifique que seu carro foi deixado em local diferente daquele que foi apontado no canhoto, deve denunciar os responsáveis pelos telefones 156 e 190.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.