Presos três jovens acusados de assaltos a residências de luxo em Sorocaba

Criminosos roubaram R$ 500 mil em joias, dinheiro e equipamentos

José Maria Tomazela, Estadão

19 de abril de 2013 | 22h03

SOROCABA - Três jovens são acusados de terem roubado cerca de R$ 4 milhões numa sequência de assaltos a residências de alto padrão em bairros nobres de Sorocaba, a 92 km de São Paulo. Residentes em bairros

da periferia, eles gastavam o dinheiro com celulares, roupas de grife e até motos. Os criminosos não se intimidavam com as câmeras instaladas nas residências.

Numa das ações, no feriado da Páscoa, eles invadiram uma casa no bairro Santa Rosália, aproveitando que a família tinha

viajado. Além de levar R$ 500 mil em joias, dinheiro e equipamentos eletrônicos, os rapazes usaram um dos carros da família para ir passear e comer num shopping da cidade. Depois do passeio, eles retornaram à residência para terminar o furto.

Dois dos acusados, Rodrigo Nunes da Silva e Erick Augusto Alcântara Aguiar, ambos de 23 anos, estão presos e foram apresentados nesta sexta-feira pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade. Com Erick foi encontrada uma coleção de objetos furtados. O terceiro integrante, Júlio Cesar Leite Ferraz, de 28 anos, considerado o chefe da quadrilha, está foragido. Ferraz já tem extensa ficha criminal, com 13 passagens por furtos em residências.

Tudo o que sabemos sobre:
CrimeSorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.