Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Presos suspeitos de matar pai e filho em emboscada em SP

Dupla confessou os homicídios praticados em Capão Bonito com a ajuda de um terceiro irmão, ainda foragido

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

16 de outubro de 2015 | 17h33

SOROCABA - Dois irmãos, presos nesta sexta-feira, 16, durante tentativa de assalto à casa de um policial militar, em São Paulo, confessaram o assassinato de pai e filho, no último dia 12, em Capão Bonito, sudoeste paulista. A prisão ocorreu quando os dois suspeitos invadiram a casa do policial, na região de Pinheiros, achando que estava vazia. O militar, que estava na casa, dominou os dois rapazes e pediu reforço. Um deles é menor. 

Ao serem levados para o 51.o Distrito Policial, eles contaram que eram procurados em Capão Bonito e estavam em fuga. Eles confessaram o duplo homicídio, praticado com a ajuda de um terceiro irmão, ainda foragido. Os irmãos seriam ouvidos durante a tarde e devem ser transferidos para Capão Bonito, onde um inquérito apura os homicídios. A polícia já iniciou as buscas pelo terceiro suspeito.

O aposentado Jurandir Bento de Abreu, de 51 anos, sofreu uma emboscada numa estrada rural de Capão Bonito, quando retornava de carro com a família para Sorocaba, onde residia, após passar o feriado de 12 de outubro num sítio. Ele e o filho Jefferson Pereira de Arruda, de 25 anos, foram mortos a golpes de facão e tiros. A mulher do aposentado, Cleonice, foi ferida a facadas, mas conseguiu fugir dos agressores com um neto, de sete anos. A mulher desmaiou durante a fuga e o menino caminhou dez quilômetros até encontrar ajuda.

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.