Presos soltos pelo indulto de Páscoa tumultuam rodovia em SP

Detidos liberados pela Justiça se divertem atirando garrafas plásticas e papéis em motoristas na Castelo Branco

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo,

20 de março de 2008 | 18h23

Presos liberados pela Justiça para passar a Páscoa em casa divertiam-se atirando garrafas plásticas e papéis e mexendo com os motoristas que transitavam nesta quinta-feira, 20, pela Rodovia Castelo Branco, em direção a São Paulo. Muitos colocavam cabeças e braços para fora das janelas.  Na passagem pelo pedágio do km 74, em Itu, os presos que estavam no ônibus com placas BWY-9249, de Tatuí, pertencente à viação Rosa, xingaram os funcionários da concessionária. O ônibus passou pela faixa sem parar.  A farra foi maior quando o coletivo emparelhou com outro ônibus da mesma empresa, placas BTT-8040. Os veículos seguiram emparelhados, enquanto os passageiros trocavam cumprimentos com as mãos.  O motorista do ônibus entrou no clima dos passageiros e passou a transitar pela faixa da esquerda, a 120 por hora - o limite da rodovia para ônibus é de 90 km por hora. Um gerente da viação Rosa, Carlos Maldonado, disse que a empresa controla a velocidade dos ônibus.  O indulto da Páscoa atingiu praticamente todos os presídios do Estado e, conforme os critérios de cada juiz, a liberação deve ocorrer até a tarde de sábado. A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) só vai divulgar o total de indultados na segunda-feira, 23. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.