Presos poderão trocar dias de pena por leitura

O Tribunal de Justiça de São Paulo autorizou a troca de tempo de prisão por sessões de leituras. A portaria foi aprovada pelo corregedor-geral do tribunal, José Renato Nalini, e permite que presos troquem 4 dias de pena por 30 dias de leitura. Cada inscrito receberá uma obra literária ou científica e deverá lê-la em 30 dias e fazer uma resenha em, no máximo, dez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.