Presos ladrões que atacavam mulheres perto de shopping na zona sul de SP

Abordadas quando caminhavam pela rua, as vítimas eram obrigadas a entregar celulares aos assaltantes, que simulavam estar armado escondendo uma das mãos sob a camisa

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

15 Julho 2011 | 03h20

SÃO PAULO - Quatro bandidos, apontados pela polícia como autores de vários assaltos a mulheres no entorno do Shopping Ibirapuera, em Moema, na zona sul de São Paulo, foram presos, por volta das 21 horas de quinta-feira, 14, por policiais militares do 12º Batalhão.

 

 

As vítimas eram abordadas quando caminhavam pela rua e obrigadas a entregar objetos pessoais, a maioria celulares, ao serem ameaçadas pelos assaltantes, que simulavam estar armados escondendo uma das mãos sob a camisa. Três deles, moradores do bairro do Grajaú, também na zona sul da capital, foram detidos pelos policiais em flagrante, na Avenida Ibirapuera, segundos após abordarem outra vítima na mesma região.

 

 

Acionada por testemunhas, a PM conseguiu deter Fábio Francischini Pereira, 29 anos, Antonio Tiburtino Júnior, 20, e um adolescente, de 17 anos. O trio, segundo a polícia, havia iniciado o expediente criminoso por volta das 18 horas. Com eles foram apreendidos oito celulares e uma certa quantia em dinheiro. Um nono aparelho foi jogado no meio da rua por um dos ladrões e destruído por um carro antes do trio ser dominado.

 

 

O quarto assaltante, também adolescente e morador da região da Capela do Socorro, zona sul, foi detido por policiais das Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicleta (Rocam), na Alameda dos Jurupis, ainda em Moema.

 

 

"O ladrão pediu meu celular, eu falei que não e nesse momento ele puxou o aparelho da minha mão. Ele ainda me pediu a bolsa, mas um rapaz já veio em meu socorro", contou Camila Sayuri Kideo, de 18 anos, a última das vítimas assaltadas. Segundo Kideo, uma testemunha, supostamente um policial à paisana, gritou e deu voz de prisão ao bandido no momento do crime. O criminoso se assustou e fugiu. Após ser acionada pelo rapaz, a PM conseguiu encontrá-lo.

 

 

Quatro vítimas dirigiram-se até o plantão do 27º Distrito Policial, do Campo Belo, onde reconheceram os criminosos, mas os policiais deduzem que existam pelo menos outras cinco vítimas. Os dois maiores, de 20 e 29 anos, foram autuados por roubo. Os adolescentes serão encaminhados para a Fundação Casa, antiga Febem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.