Presos integrantes de quadrilha que age na Marginal do Tietê

Pelo menos 30 bandidos de outros bandos que agem do mesmo modo já estão presos

Pedro da Rocha e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

10 Novembro 2011 | 03h38

SÃO PAULO - Policiais civis do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) detiveram, na noite de quarta-feira, 9, dois integrantes de uma das quadrilhas de roubo de caminhões e cargas que vêm agindo na Marginal do Tietê, um dos principais eixos de ligação entre as zonas oeste e leste da capital paulista. E cerca de 60 dias, mais de 30 pessoas foram presas na operação denominada "Dois em um".

 

Segundo o delegado Marcelo Bianchi, do Deic, "É o esquema dois em um. Os bandidos já recebem a encomenda de roubo do caminhão com determinadas características. A carga eles não sabem qual é, mas conseguem revender com facilidade qualquer produto. O objetivo então é: caminhão e carga".

 

A quadrilha, ainda de acordo com Bianch, tem um complexo esquema de ação. O dono de uma transportadora tem um caminhão que sofreu sérias avarias e está inutilizado. Ele contacta uma pessoa (chamada pela polícia de "sintonia") pedindo um outro veículo com as mesmas características do que está destruído. O sintonia se comunica com o criminosos que efetuam o assalto e passa a encomenda.

 

Após o roubo ser efetuado, o caminhão é deixado em um determinado local. Outros bandidos retiram o veículo e fazem a remarcação do chassi, com a mesma numeração do caminhão danificado da transportadora. O veículo é entregue ao empresário, que o coloca em circulação com a documentação do outro automóvel. O caminhão recuperado na terça-feira, avaliado em R$ 150 mil, seria vendido por R$ 20 mil.

 

Emerson Romero Catalani e Daniel Almeida Fernandes, ambos de 28 anos, foram presos aproximadamente às 18 horas de terça-feira, 8, em um estacionamento na Avenida Belmira Marin, na região do Grajaú, na zona sul de São Paulo. O local era distante cerca de 30 km do roubo. No momento da detenção eles tentavam deixar o estacionamento numa carreta Volkswagen, roubada por às 6 horas de terça-feira, 8, na Marginal do Tietê. O caminhoneiro, um paranaense, segundo a polícia, foi rendido, junto com seu filho, de 9 anos, pelos criminosos ao parar a carreta, carregada de aparas de papel. Ambos foram levados para um cativeiro e libertados em horas depois.

 

Roubo. A tática dos assaltantes foi a mesma que vem sendo utilizada pelos demais ladrões que vem agindo na Marginal. De dentro de um veículo de passeio, os assaltantes gritam para o caminhoneiro afirmando que um dos pneus está furado ou que há problemas com a carga. Depois de muita insistência, a vítima acaba acreditando que algo de errado há no veículo e para, momento em que é abordada e rendida.

 

Emerson e Daniel chegaram no estacionamento em uma picape Fiat Strada, mas acabaram presos pelos policiais quando se preparavam para fugir com a carreta e a carga. Segundo a polícia, Emerson já tem passagem por homicídio; o comparsa, por roubo. No bolso de Emerson foi encontrada a chave de um Gol branco. O veículo estava a dois quarteirões do local.

 

Texto atualizado às 6h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.